CONSUMIDORES PREFEREM MARCAS ALINHADAS AS CARACTERÍSTICAS SOCIOAMBIENTAIS

| Informação |

CONSUMIDORES PREFEREM MARCAS ALINHADAS AS CARACTERÍSTICAS SOCIOAMBIENTAIS

Levantamento realizado pelo movimento ModaComVerso mostra o movimento de consciência do consumidor do impacto de suas escolhas e a tendência de questionamento das empresas sobre seu papel social.

No caso de marcas envolvidas em denúncia ou acusação sobre causas sociais, cerca de 80% dos entrevistados afirmam que deixariam de adquirir determinado produto. Outros 76% estão dispostos a pagar um pouco a mais em produtos de empresas comprometidas com causas socioambientais e 48% deles afirmam ter preferência por produtos de empresas da indústria têxtil que apoiam causas — sendo o combate ao racismo a de maior relevância para os brasileiros, seguida do combate ao trabalho forçado.

A pesquisa foi realizada pelo Instituto Locomotiva, em parceria com a consultoria Cause. Por meio de um questionário quantitativo online, foram coletadas informações de 1000 pessoas com 16 anos ou mais que compraram roupas nos últimos 6 meses, com paridade de gênero. Metade dos entrevistados pertencem à classe C.

O ModaComVerso, que reúne 3.715 fornecedores e 16 organizações da sociedade civil, surgiu em setembro de 2021 e parte do pressuposto de que, ao adquirir um produto de determinada marca, o consumidor contribui diretamente com a manutenção de uma cadeia produtiva socialmente responsável.

A iniciativa ModaComVerso também reúne 17 varejistas concorrentes: C&A, Renner, Marisa, Riachuelo, Pernambucanas, Calvin Klein, C&A, Bobô, Carrefour, Dafiti, Dudalina, Individual, John John, Le Lis Blanc, Loungerie, Restoque SA, Rosa Cha e YouCom.

Compartilhe: